Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

línguas de fogo

sem compreender
sem nada apreender
de par em par
estrelas e luas em desalinho
vento
alado nas árvores de madrugada
presságio no uivar dos cães ao longe
e água
límpida
fresca 
bebida no reverso das sedes
assim viver
ser aventurado
todo o universo
sem mais

Mensagens mais recentes

vacuidade

estar sempre a partir

de pés nús

anjo

perder(-te)

todos os versos

toda a luz

vejo-te

Sintra

queria amar-te