domingo, 21 de setembro de 2008


para hoje quero-te a plenitude
que sejas tudo
hoje
que tudo te seja hoje
que sejas hoje a exaltação da aurora
a força suprema que se eleva porque sim
que sejas o que és dentro das palavras em que te disse
as palavras eternas que ferem a noite
e lhe dão claridades de longe e promissão
que sejas tudo no coração e na doçura
na quietação com que me inquieto de saber-te
tudo

Sem comentários: