doce renascer

(Título da pintura: "espera alucinada")

não tem porquê
o amor
não tem nada
madrugada ancorada no depois
depois de sempre
a origem não esgotada
não tem porquê a madrugada
o amor
pode mais que a dor
mais que a morte
mais do que a vida e do que a sorte
não tem porquê o amor
não tem nada
nem a alvorada sabe do amor
o grito a ferida a imensidão
a noite
a noite é tudo
a fazer-se profundeza e silêncio argênteo
o silêncio onde bebo a mais pura das sedes
sorriso que floresce
sem porquê


Comentários

Mensagens populares