segunda-feira, 17 de novembro de 2008


(Título da pintura: "Os esponsais da madrugada")

Envio ao Coração da Distância
uma estrela azul
toda luz e madrugada
é lá que mora a minha alma
florescida e imaculada
que o azul da estrela lhe dê paz
a embale na doçura
dum Amor maior que a vida
e que quando adormecida
o Anjo do Impossível
lhe venha beijar a testa
minha criança
minha alegria
minha alma
dorme sabendo-te amada

1 comentário:

Sereia* disse...

Caro Paulo,

Quando eu for grande gostava que o 'meu' Amor fosse assim, desse Azul.
São palavras que nos deixam a sonhar.

Parabéns por esse Amor que sente!
Desejos sinceros de muita continuidade nessa sua felicidade de Ser o que é.

E, principalmente, nunca deixe de escrever palavras sobre o Amor.

Não posso ainda esquecer de dizer que a pintura é belissima!

Deixo gotas de um Azul da cor do 'meu' Mar*