Comunicação


Vê. Que perfume vem do não ter sido

Que alvoradas te semeiam de espanto

No centro do teu peito está a luz

Essa luz que me traz anoitecido


A mesma luz que brilha no meu pranto

tudo em mim transfigura essa luz

Vê. Sempre essa luz alva e dançarina

Sempre sem mácula e alucinante


Tudo é na luz pouco mais que neblina

Uma vaga impressão um breve instante

Vê. O tempo é um voo para além


Não existe o que resiste à mudança

Não há morte. Vê. Que perfume vem

Do Longe que nenhum olhar alcança?




Comentários

Mensagens populares