domingo, 31 de maio de 2009

Flores de Luz



floresce de dentro
a luz que se faz pranto e espaço e claridade enaltecida
rubificação do esquecimento
a perdição derramada em perfumes de Tebas
as trevas são o húmus do jardim

Sem comentários: